Desvendando o mundo das caixas

“No baú das recordações, escondido um canto da memória, saltam cenas de alegria e magia, vividas por nós... Quanta felicidade!”

Objetivos:

  • Identificar os diferentes tipos de caixas
  • Valorizar a caixa como embalagem de proteção
  • Identificar os diferentes tipos de caixas e suas utilizações
  • Conservar as caixas para reciclagem

História: Caixa Surpresa

Autora: Ângela Carneiro

Editora: Ediouro

Sensibilização:

Para dinamizar a aula, levar uma caixa escondida dentro de um saco como presente.

Pedir que todos fechem os olhos ou devido a curiosidade vendar os olhos das crianças e pedir que eles toquem o saco e tentem descobrir o que há dentro dele.

Cada criança dará um palpite, então deixar com que eles cheguem a conclusão.

Conversar sobre o que eles podem fazer com a caixa e se existe caixa desse modelo.

Que eles mostrem caixas que há na sala ou na escola e perguntar se onde estamos também é uma caixa e se eles sabem que modelo é (quadrada, retangular, circular, triangular...)

Para completar pedir que as crianças tragam de casa diferentes tipos de caixas: creme dental, remédios, camisa, sabão em pó, perfume, pizza, achocolatado, sapato, fósforo, gelatina, sabonete, bolo, caixas pequenas e grandes (as caixas que as mães puderem levar e de preferência vários tipos de caixas).

Desenvolvimento:

Contar a história para as crianças de maneira lúdica.

Pegar uma caixa grande tampada e coloca-la no centro da sala antes das crianças chegarem.

Após o momento de chegada e acomodação pedir que elas sentem-se ao redor da caixa e dar início a aula.

  • Trabalhar palavras chaves: com isso colocar alguns materiais dentro da caixa e ao ler a história ir retirando o material e pedir que elas falem o que é
  • Trabalhar as palavras e seus significados colocando o crachá nos materiais retirados da caixa
  • Pegar todas as caixas que as crianças levaram para a escola e mistura-las no centro da sala. Fazer a classificação: tamanho, altura, cor, modelo, altura, tipos de produtos (alimentícios, higiênicos e outras mais)
  • Trabalhar os órgãos do sentido ( por meio de objetos e produtos que poderão ser introduzidos nas caixas)
  • Contar para as crianças a história do papel
  • Proteção ao Meio Ambiente e Reciclagem
  • Fazer a brincadeira GARIBALDI (possibilita a noção de espaço, agilidade, coordenação e atenção)

As crianças ficarão organizadas em uma única coluna.

Na frente delas terá uma pista feita de obstáculos, com alturas variadas.

Ao sinal da professora a criança corre, pulando os obstáculos, sem destruí-los, voltando pelo lado direito das caixas.

Para animar os educandos pode-se cantar a seguinte música:

“Garibaldi foi à missa

Num cavalo sem espora,

O cavalo tropeçou

Garibaldi caiu fora”.

Com essa brincadeira as crianças conseguem distinguir o espaço, acidentes geográficos, corpo humano, noção espacial, esforço, consciência corporal e atenção.

  • Construir com caixas de fósforos um guarda letras do alfabeto móvel.
  • Construir um boneco gigante com as caixas maiores (corpo humano e suas partes)
  • Ouvir a música Arca de Noé e trabalhar os animais da arca, depois construir animais a partir das caixas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário