A função da avaliação

Aprender é a única coisa de que a mente nunca se cansa, nunca tem medo e nunca se arrepende. (Leonardo da Vinci)

1º - A avaliação tem por objetivo acompanhar a aprendizagem e o desenvolvimento dos educandos, suas inteligências, habilidades e competências. Ela tem caráter processual e investigativo. Contribui para a função básica da escola que é a de promover o acesso ao conhecimento. É um recurso riquíssimo de diagnóstico, que é a principal função da avaliação.
2º - A função primeira do diagnóstico é permitir ao educador e ao educando a detecção das aprendizagens - o desenvolvimento das inteligências múltiplas, das competências e habilidades - já adquiridas e as que ainda estão em processo de construção.
3º - Após detectar os pontos fracos, o educador poderá enfatizar o que pode ser fortalecido na aprendizagem, nas inteligências múltiplas, habilidades e competências específicas, de acordo com o seu planejamento.
4º - O educador, ao compreender o que cada educando desenvolveu ou produziu, poderá reorientar, propor novos caminhos, adequando as construções nas diversas situações da aprendizagem.
5º - Ao diagnosticar incoerências e utilizar as informações e resultados obtidos nos diversos instrumentos de avaliação, o educador poderá propor novos procedimentos para as aprendizagens evoluírem.
6º - A avaliação mediadora propõe formas diversificadas de atuação do educador em relação ao tempo, à rotina diária, o atendimento individualizado, aos materiais, aos jogos e às dinâmicas.
7º - A avaliação é sempre diagnóstica e deve ser feita no início do ano letivo - momento especial que chamamos de avaliação diagnóstica inicial, isso porque favorece os primeiros contatos com os educandos, e o educador passa a ter um conhecimento mais aprofundado sobre as conquistas dos alunos já internalizadas.
8º - A avaliação diagnóstica tem como referência a proposta pedagógica da escola que, aliada ao planejamento, estabelece caminhos para a realização do trabalho docente no decorrer do ano letivo.
9º - O diagnóstico inicial é um mapeamento da classe sobre as possibilidades e conquistas individuais em tempo e ritmo; ele dá pistas para a concepção de um planejamento eficaz e real.
10º - A função do diagnóstico não diz respeito à classificação dos educandos em fracos, médios e fortes. Ela nasce do olhar atento da observação e do registro para tomada de decisões sobre alternativas e possibilidades da práxis pedagógicas. Jamais deverá ser um momento para se rotular o educando.

Fonte: Avaliação nossa de cada dia - Editora Rideel

Um comentário:

  1. Olá Luciane! Adorei este artigo sobre avaliação. É um assunto de extrema importância, e a pesquisa nunca acaba...

    Obrigada por seu elogio, seu blogue também é uma graça e super interessante!

    Beijinhos de Portugal e boa semana!

    ResponderExcluir